O Poeta Do Castelo (1959) – Joaquim Pedro de Andrade

 

 

Versos de Manuel Bandeira, lidos pelo poeta, acompanham e transfiguram os gestos banais de sua rotina em seu pequeno apartamento no centro do Rio; a modéstia do seu lar, a solidão, o encontro provocado por um telefonema, o passeio matinal pelas ruas de seu bairro.

“O Poeta do Castelo” é um curta-metragem de Joaquim Pedro de Andrade, um dos principais cineastas do cinema brasileiro, que nesse filme acompanha um dia de Manuel Bandeira. Originalmente montado junto com “O Mestre de Apipucos”, foi exibido na 6a Bienal de São Paulo numa sessão de curtas que também contou com “Aruanda” e “Arraial do Cabo”, entre outros. Essa mostra na Cinemateca Brasileira foi considerada o ano zero do Cinema Novo. Esses filmes rompem com o formato tradicional representado pela falida Vera Cruz, buscando um cinema nacional, mais direto e de baixo custo.

 

Anúncios

PAN-CINEMA PERMANENTE (2007) – Carlos Nader

Documentário sobre o poeta baiano Waly Salomão, para quem a vida era um filme de ficção e a poesia uma ferramenta para desmascarar qualquer pretensão naturalista. Essa convicção influenciou profundamente amigos, como Antonio Cícero, Caetano Veloso, e também o diretor deste documentário, Carlos Nader, que filmou Waly por quase 15 anos. Mas como fazer um documentário sobre alguém que acreditava que tudo é ficção?

Permanent Pan-Cinema is a documentary about the late Brazilian poet Waly Salomão, a man who believed that life is a fiction movie. For Waly, poetry was daily tool to unmask any pretension of naturalism. Such a strong conviction influenced deeply his friends as fellow poet Antonio Cícero, musician Caetano Veloso and also this film’s director, Carlos Nader, that has been documenting Waly’s live for nearly 15 years. But how to make a documentary about someone who believes everything is fiction?

Prêmios:

Melhor Documentário no Festival do Cinema Brasileiro em Israel, 2009;
Melhor longa metragem no V Panorama Internacional Coisa de Cinema, Salvador, 2009;
Melhor documentário no Festival É Tudo Verdade, 2008;
Melhor longa no Festival CineEquemaNovo, 2008;
Prêmio especial do júri da Associação Paulista de Críticos de Arte (APCA), 2008;

FICHA TÉCNICA

Direção, Fotografia, Roteiro e Montagem: Carlos Nader
Produção Executiva e Assistência de Direção: Flavio Botelho
Pré-Montagem, Gráficos e Finalização: Gustavo Gordilho
Trilha Sonora e Edição de Som: Daniel Zimmerman
Consultoria de Roteiro e Montagem: Sergio Mekler, Daniel Chaia, Gustavo Gordilho e Flavio Botelho